Automatize: cooperatividade e tecnologia norteiam evento em Joinville (SC)

A Sensus, consolidada no mercado por oferecer soluções para gestão empresarial, promove a primeira edição do Automatize, evento gratuito que ocorre no dia 19 de novembro, a partir das 14h, no Ágora Tech Park (Rua Dona Francisca, 8300, Zona Industrial Norte). O objetivo é unir instituições, pessoas e negócios para colocar em prática um novo conceito no setor: o da cooperatividade. O público-alvo são empresas de base tecnológica para automação e as que desejam aperfeiçoar seus processos.

Segundo Leonardo Orth, diretor comercial da Sensus, a ideia é evidenciar que a simbiose entre players (de tecnologia, equipamentos, software, negócios e automação) está trazendo cada vez mais resultados (como a otimização de tempo e de processos industriais), culminando em mais produtividade e lucratividade em um ecossistema cooperativo.

Anuncie no Portal Business

No período matutino, ocorrerá um encontro  fechado com os participantes do movimento cooperativo da Sensus. À tarde, os temas serão compartilhados aos convidados e à comunidade.

O tema “Criatividade nunca será automatizada” norteará a palestra de abertura, ministrada por Eduardo Borba. Autor dos livros “Inovação Natural”, “Empreinovador” e “Homo Sensus”, Borba montou a primeira empresa aos 20 anos. Viveu a cultura do Vale do Silício e retornou transformando empresas e construindo novos conceitos de negócio.

É fundador do Instituto MOBI, que cria e fomenta o empreendedorismo do século 21, sendo detentor da tecnologia da “causa”, que é o conceito base de negócios inovadores como a Heroyz (marca dos Bombeiros Voluntários de Joinville), além de atuar como conselheiro de empresas, com educação empreinovadora, mentoria e investimento anjo.

Outro convidado em destaque é Beny Fard, CEO  e fundador da Spin, aceleradora que integra startups, organizações e investidores. Também é head de operações da SRI International, um centro de pesquisa independente, sem fins lucrativos, que atende governo e indústrias.

O palestrante abordará o tema “Inovação: as verdades que não contam”. Na programação ainda constam as apresentações de dois cases, das empresas Guararapes Painéis (“Organizando a casa: o inviável se tornando possível”) e Malwee Malhas (“Assertividade operacional como diferencial competitivo”), com painéis de perguntas. Para finalizar a tarde, o stand up comedy de Danilo Radke que, além de comediante, é escritor e redator publicitário.

O evento propõe aliar bom conteúdo a profissionais experientes. “É um evento que vai gerar muito networking, debate e ótimas oportunidades para usar a tecnologia a favor de melhorias operacionais, liberando mais tempo para as pessoas e empresas”, assegura Leonardo. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas via Sympla.

De competição para cooperação

Depois de quase uma década no mercado, a Sensus sentiu a necessidade de se adaptar à nova economia, fugindo das fórmulas tradicionais. Em fevereiro, iniciou um processo de mudança radical, transformando-se gradativamente: migrou de empresa para “causa”, um conceito criado pelo Eduardo Borba para designar e construir organizações que são mais atrativas e desejadas para os stakeholders e façam mais sentido para a sociedade. “Em poucos meses, os resultados são nítidos. Nesse processo evolucionário estão acontecendo diversos e inovadores desdobramentos, sendo um dos principais a cooperatividade”, evidencia o diretor comercial Leonardo Orth.

O conceito da nova Sensus é centrado no tempo. Por isso, a marca e toda comunicação foram reestruturadas para representar o novo ciclo: o símbolo passou a ser uma ampulheta estilizada remetendo ao ícone do infinito. “Como o conceito central da nova Sensus é valorizar o tempo do ser humano, automatizando ao máximo atividades que barrem a fluidez do potencial humano dentro das organizações, tomamos uma decisão ousada de ir na contramão do mercado de deixar a competição para abraçar a cooperação mercadológica”, detalha. “Acreditamos que o ser humano e as organizações têm um potencial inimaginável se dispuserem de mais tempo para a criatividade e inovação. Acreditamos que tudo isso é possível por meio da tecnologia.”

Da migração, surgiu o movimento “Cooperatividade”. “Estamos reunindo empresas de tecnologia de automação que têm soluções somatórias e complementares para se fortalecer, atendendo ao mercado nacional de forma mais completa, produtiva e assertiva”, explica. “Assim, estamos construindo um player cooperativo, uma grande plataforma de soluções de tecnologia para automatizar o máximo as empresas, deslocando o tempo humano para funções que tenham mais valor”, conclui.

O primeiro manifesto desse movimento cooperativo puxado pela Sensus é o evento Automatize. Com a nova aposta, a empresa projeta finalizar o ano com aumentos de clientes (40%) e de faturamento (25%) substanciais em relação ao ano anterior.

 

Programação completa do Automatize 

  • 13h – Credenciamento
  • 13h30 – Abertura do evento – Cooperatividade
  • 14h – Palestra de abertura “Criatividade nunca será automatizada”, com Eduardo Borba
  • 15h – “Organizando a casa: o inviável se tornando possível” – Case Guararapes Painéis SA + Painel de perguntas
  • 16h – Coffee + networking
  • 16h15 – “Assertividade operacional como diferencial competitivo” – Case Malwee Malhas Ltda + Painel de perguntas
  • 17h15 – Palestra “Inovação: as verdades que não contam”, com Beny Fard, da Spin Acelerador
  • 18h – Agradecimento e chamada para o próximo evento• 18h10 às 19h30 – Stand up comedy com Danilo Radke + happy hour

-> Para mais contéudos sobre empreendedorismo na região CLIQUE AQUI <

Anuncie no Portal Business

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui