Propagação do coronavírus influencia comércio exterior e pode afetar economia global

Dólar apresentou alta no início desta semana e deve comprometer fluxo de importações e exportações em diversos países.

Com a chegada do Ano Novo Chinês, período em que ocorre a maior migração do planeta em função da data festiva, a disseminação do coronavírus tem se intensificado de maneira preocupante e já está presente em mais de 10 países. A doença que já matou mais de 100 pessoas e infectou mais de 4.500 teve como fonte primária de manifestação do vírus a cidade de Wuhan, importante polo econômico do país. A alta disseminação tem influenciado o comércio exterior e preocupado investidores de todo o mundo, já sendo possível sentir os reflexos com queda da bolsa de valores e instabilidade do dólar comercial.

Anuncie no Portal Business

Após a moeda americana ter se elevado nesta segunda-feira, 27, o mercado brasileira tenta se recuperar com a forte queda dos principais indicadores econômicos globais. De acordo com o diretor comercial da Ativo Soluções em Comércio Exterior, Aron Flemming Brito, o vírus deve impactar diretamente a economia global, “pois muitas pessoas estão em quarentena, com prospecção de crescimento desses números, e por consequência, o fluxo de importações e exportações do país irá diminuir também. A China, que já teve seu pior PIB no último ano, deve ter um desempenho ainda menor em 2020, com estimativa de redução de 1,3% nos números totais”.

Na tentativa de conter a propagação do vírus, o governo chinês prolongou o feriado do ano novo lunar até dia 2 de fevereiro, outra ação que deve apresentar reflexos no mercado. Nesta semana a Organização Mundial de Saúde (OMS) passou a classificar o coronavírus com risco elevado para a saúde mundial, porém, descartando a ideia de ser uma emergência global. Com a gravidade da situação, a instabilidade no comércio exterior preocupa investidores. “Mercados mais voláteis e sensíveis estão vivendo um período de pressão com a variação dos câmbios”, complementa Aron.

Coronavírus

Esse novo vírus é variante de outro coronavírus até então não identificado em humanos. A investigação iniciou após a notificação de casos de pneumonia de causa desconhecida em dezembro do ano passado, na cidade chinesa de Wuhan. Centenas de casos foram registrados também na Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Vietnã, Cingapura, Arábia Saudita e Estados Unidos da América.

A contaminação pode acontecer tanto de animais para humanos, como entre pessoas, através do ar ou por contato pessoal através de secreções contaminadas. Porém, conforme informe da Sociedade Brasileira de Infectologia, outros coronavírus não são transmitidos para humanos sem que haja uma mutação. Na maior parte dos casos, a transmissão é limitada e se dá por contato próximo, ou seja, qualquer pessoa que cuidou do paciente, incluindo profissionais de saúde ou membro da família; que tenha tido contato físico com o paciente; tenha permanecido no mesmo local que o paciente doente. Os sintomas característicos são febre, acompanhada de sintomas respiratórios.

Entre as orientações para evitar o contágio estão evitar o contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas; lavar frequentemente as mãos; usar lenço descartável para higiene nasal; manter ambientes bem ventilados e evitar também contato com animais selvagens ou animais doentes em fazendas ou criações.

Anuncie no Portal Business

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui